Política

Faça uma pesquisa de 10 minutos para ajudar a moldar a política global de apoio à educação para a paz

A Campanha Global pela Educação para a Paz, em consulta com a UNESCO, está apoiando o processo de revisão da Recomendação de 1974 sobre Educação para Entendimento Internacional, Cooperação e Paz. Incentivamos fortemente sua participação nesta pesquisa, uma oportunidade significativa de contribuir com sua voz para a política global de apoio à educação para a paz. O prazo para resposta é 1º de março.

Uma oportunidade única de reviver um consenso global sobre a educação para a paz e os direitos humanos (UNESCO)

A Conferência Geral da UNESCO aprovou oficialmente uma proposta para revisar a Recomendação de 1974 sobre Educação para o Entendimento Internacional, Cooperação e Paz e Educação em Direitos Humanos e Liberdades Fundamentais. A recomendação revisada refletirá a evolução da compreensão da educação, bem como as novas ameaças à paz, no sentido de fornecer padrões internacionais para a promoção da paz por meio da educação. A Campanha Global pela Educação para a Paz está contribuindo para o desenvolvimento de uma nota técnica que apoiará o processo de revisão.

Resumo da política: Conversando sobre educação entre gerações na Colômbia

De agosto a novembro de 2021, a Fundação Escuelas de Paz organizou o primeiro Talking Across Generations on Education (iTAGe) latino-americano independente na Colômbia, explorando o papel da educação na promoção da participação juvenil e uma cultura de paz, bem como implementando a Resolução do Conselho de Segurança da ONU 2250 sobre Juventude, Paz e Segurança. 

O Sudão do Sul lança 'Diretrizes de Declaração de Escola Segura' com o apoio da Save the Children para proteger as escolas do uso militar

A Declaração de Escolas Seguras é um compromisso político intergovernamental que oferece aos países a oportunidade de expressar apoio à proteção de alunos, professores, escolas e universidades de ataques em tempos de conflito armado; a importância da continuação da educação durante o conflito armado; e a implementação de medidas concretas para impedir o uso militar das escolas.

Novo currículo da escola primária na Espanha para incluir educação para a paz

Igualdade de gênero, educação para a paz, educação para o consumo responsável e o desenvolvimento sustentável e educação para a saúde, incluindo saúde afetivo-sexual, são alguns dos princípios pedagógicos do novo currículo do ensino fundamental que o Governo da Espanha está preparando para 2022/21 ano acadêmico.

Voltar ao Topo